Temporada 02

Como usar o Manual de Jornalismo Científico do KSJ?

10/03/22

Jornalismo de ciência

vinheta (1)_edited.jpg
vinheta (1)_edited.jpg
Imagem desfocada

André Biernath

Jornalista formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e pós-graduado em comunicação e mídias digitais pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

 RESUMO 

Onde encontrar fontes e especialistas? Como compreender as estatísticas de um estudo científico? Como editar temas controversos da ciência? Estas são algumas das questões abordadas no Manual de Edição em Jornalismo Científico do KSJ, que recentemente ganhou uma versão brasileira.

Neste vídeo, os jornalistas André Biernath, Meghie Rodrigues, Juliane Duarte e Mariana Lenharo - responsáveis pela tradução do conteúdo, destacam alguns pontos interessantes do Manual.

Baixe o vídeo

Assista no YouTube

O Manual de Edição em Jornalismo Científico do Knight Science Journalism-MIT é um excelente recurso para jornalistas de ciência, que aborda em profundidade questões como Onde encontrar fontes e especialistas? Como compreender as estatísticas de um estudo científico? Como editar temas controversos da ciência?


Em 2021, esse manual ganhou uma versão em português e, neste episódio do Jornalismo Científico em 5 Minutos, os jornalistas responsáveis pela tradução do conteúdo para a edição brasileira - André Biernath, Meghie Rodrigues, Juliane Duarte e Mariana Lenharo - destacam alguns dos principais pontos desse material.


"Estamos entusiasmados em ver o Manual de Edição em Jornalismo Científico - que oferece insights sobre algumas das questões mais importantes do jornalismo científico de alguns dos melhores editores em atividade - ser publicado em português", disse Deborah Blum, diretora do KSJ-MIT por ocasião do lançamento da tradução. “Esta tradução nos permite alcançar alguns países de importância crítica e públicos interessados ​​em ciências, especialmente em nosso vizinho latino-americano, o Brasil.”


A edição em português do do manual foi lançada pelo Centro Knight Para o Jornalismo nas Américas, da Universidade do Texas em Austin, com participação e orientação de Rosental Alves, Mallary Tenore e Teresa Mioli, e apoio do Instituto Serrapilheira.


Clique aqui para baixar o Manual de Edição em Jornalismo Científico.

debate

Como abordar temas controversos da ciência?


Um dos capítulos do Manual de Edição em Jornalismo Científico do KSJ-MIT é dedicado à difícil tarefa de abordar temas controversos na ciência de forma equilibrada e responsável. Escrito pela jornalista Laura Helmuth, editora-chefe da revista Scientific American, o capítulo aborda, entre outros assuntos, a questão das falsas controvérsias.


Falsas controvérsias ocorrem quando um grupo divulga alegações falsas sobre determinado campo da ciência, geralmente em benefício próprio. Por exemplo, quando determinadas indústrias têm seu lucro ameaçado por conta de evidências científicas e começam a colocar tais evidências em questão, processo descrito em detalhes por Naomi Oreskes e Erik Conway em seu livro Merchants of Doubt (Mercadores da Dúvida).


"Os editores de ciência devem ficar atentos a essas campanhas e estar preparados para cobri-las de maneira adequada e eficaz", afirma Helmuth. "Em vez de apresentar a controvérsia como uma questão de 'qual lado está certo?', esses profissionais devem deixar claro que um lado está lançando dúvidas sobre a evidência esmagadora porque ameaça aquela organização ou indústria.


Se você se interessa pela cobertura de controvérsias na ciência, o Jornalismo Científico em 5 Minutos tem um episódio inteiro dedicado a esse tema produzido pela jornalista Monique Oliveira. Clique aqui para assistir.