Sob Pazuello, Ministério da Saúde suspende site de checagem de notícias falsas

Atualizado: 24 de jan.

Coronavírus foi o tema de 73% das postagens de canal de verificação de boatos. Em julho, o site parou. Pasta diz que não havia novas demandas


Reportagem Jhonatan Gonzaga

Edição Monique Oliveira

06/11/2020


Desde julho de 2020, quando o Brasil registrava 2 milhões de pessoas com Covid-19, o Ministério da Saúde não publica checagens de notícias falsas em plataforma criada para essa finalidade em 2018. Dados de quando o 'Saúde sem Fake News' estava ativo mostram que o coronavírus demandou muito da plataforma: de todas as checagens, 73% envolviam a Covid-19. O site, contudo, não é mais atualizado e a suspensão coincide com a gestão de Eduardo Pazuello, atual ministro da Saúde.


Leia a matéria na íntegra em: Sob Pazuello, Ministério da Saúde suspende site de checagem de notícias falsas (shorthandstories.com)